• Director: José Manuel Vidal
Opinión
Ganswein en Vanity
Espero que não seja confirmado, pois não é bispo nem pastor como o Papa Francisco gostaria. Ele, além de ser o perfeito burocrata, gosta do poder e carrega ouro no peito. Bem diferente do seu superior imediato Papa Francisco

(José Ramón F. de la Cigoña, sj.).- Mons. Georg Gänswein, quando chegou a Roma, era conhecido como o Bel Giorgio (o Belo Jorge). Alemão de origem, doutor em direito canônico (1993), Juiz do Tribunal Eclesiástico Arquidiocesano, chegou a Roma em 1995, trabalhando sempre em cargos administrativos da Cúria Romana (Congregação do Culto Divino, Disciplina dos Sacramentos, Doutrina da Fé...), onde posteriormente passou a ser secretário particular do Cardeal Ratzinger (2003) e depois também o seguiu quando foi escolhido como Papa Bento XVI.

Este monsenhor poderoso e conhecedor dos meandros da Cúria Romana, pertence à ala conservadora do Vaticano. E no próximo dia 7/DEZ, Mons. Georg Gänswein cumpre 5 anos no cargo de Prefeito da Casa Pontifícia. Espero que não seja confirmado, pois não é bispo nem pastor como o Papa Francisco gostaria. Ele, além de ser o perfeito burocrata, gosta do poder e carrega ouro no peito. Bem diferente do seu superior imediato Papa Francisco.

O que acontecerá na próxima quinta-feira? Vamos esperar. Uma diocese alemã para ele pastorear? Imagino que não, pois além de muito tradicionalista não é nada pastor. Imagino que ficará em Roma, fazendo o que sempre fez: administração clerical.

Mons. Georg Gänswein terá muito tempo para escrever sobre as luzes e sombras dos últimos Papas. Esperemos o que poderá ou não acontecer.
E você o que pensa?

Para leer el artículo completo, pincha aquí: